noticia-maiores-cidades

Maiores cidades do Brasil devem participar de pesquisa global sobre mudanças climáticas

mudanças climáticasReunir informações sobre as emissões de gases de efeito estufa (GEE), ações de mitigação e adaptação às mudanças climáticas das maiores cidades do mundo. Esse é o objetivo de um questionário da organização não governamental britânica CDP que já foi entregue a mais de 30 cidades latino-americanas, das quais 12 são brasileiras, e cujo prazo final para as respostas vai até 28 de março (os resultados serão divulgados em junho).

Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP) receberam em janeiro o convite para participar. Destaca-se também a participação voluntária de algumas cidades, como é o caso de Aparecida do Norte (SP).

Leia mais

Nova Friburgo

Especialistas dizem que o Brasil não está preparado para os impactos das mudanças climáticas

Especialistas dizem que país não tem planejamento estratégico para minimizar os efeitos em setores como agricultura, energia e migração regional. Pesquisa mostra o Brasil como o 58º em vulnerabilidade.

Mudanças ClimáticasAs imagens dos deslizamentos de terra causados por fortes chuvas e que deixaram centenas de mortos na região serrana do Rio de Janeiro, no início de 2011, ou dos refugiados da seca no Nordeste estão firmes na cabeça de muitos brasileiros. Mas esses são apenas dois dos vários exemplos dos impactos das mudanças climáticas no Brasil. Muitas vezes, os efeitos delas são ainda piores por causa da falta de estrutura das cidades brasileiras.

Leia mais

Ataque poderoso à vida na terra

Nossas próprias ações estão se tornando uma ameaça real à vida na Terra

por Feranando de Barros

Chegamos a um ponto em que as bases de nossa sobrevivência como espécie humana estão ameaçadas, não por algum meteoro como o que outrora dizimou os dinossauros, mas por algo mais próximo e cotidiano: as ações humanas, tão desrespeitosas com os ritmos da natureza e com a dinâmica da Terra.

Leia mais

O outro lado da vida

A porção biológica da Terra é algo para o qual todos temos de despertar

por Fernando de Barros

A maioria das pessoas vive a ilusão de que o Planeta funciona exclusivamente como um sistema físico, no qual as condições climáticas adequadas permitiram o surgimento e a manutenção da vida. Na realidade, a Terra possui outro sistema vital, o biológico. Um depende do outro, e os dois são intimamente interligados.

Leia mais

Vem aí o REDD

Proprietários passarão a ser remunerados para preservar as florestas

por Fernando de Barros

Foi aprovado no acordo final entre quase 200 países presentes na COP 16 em Cancun o REDD (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação). Trata-se de um instrumento que busca remunerar aqueles proprietários rurais que, além da reserva legal obrigatória, decidem preservar suas florestas.

Leia mais

Agenda do novo século

Mensagem é clara: quem estiver com a cabeça no século XX vai se dar mal

por Fernando de Barros

CANCUN – Foi indescritível a emoção de chegar ao Cancun Messe, local da COP 16, a Conferência Mundial do Clima promovida pela ONU, por estarmos participando de um evento internacional que discute meios de se manter viva a espécie humana na Terra, frente às ameaças do aquecimento global.

Leia mais

Os desafios de Cancun: créditos de carbono

Além de uma meta para redução de gases, é preciso incrementar o mercado mundial de créditos de carbono

por Fernando de Barros

A partir da próxima segunda-feira, dia 29, representantes de todos os países estarão reunidos em Cancun, no México, em busca de um consenso para reduzir a emissão de gases que provocam o efeito estufa, em especial o gás carbônico (CO2) e o metano (CH4). Trata-se da Conferência do Clima, promovida pela ONU.

Leia mais

O aquecimento global já começou pra valer

por Fernando de Barros

A primeira década do século XXI será lembrada com a época em que o mundo abriu os olhos para a mudança climática. O furacão Katrina destruiu Nova Orleans. Queimadas devastaram a Floresta Amazônica. Ursos Polares se afogaram nas águas resultantes do degelo do Ártico. Ondas de calor varreram a Europa. A seca chegou ao Meio Oeste dos Estados Unidos. Geleiras derreteram como nunca.

Leia mais