noticia-residuos

Lei de Resíduos Sólidos tem o desafio de sair do papel

O Brasil ainda precisa acabar com os lixões a céu aberto até agosto do ano que vem e ampliar a coleta seletiva e a logística reversa para efetivar a Política de Resíduos Sólidos.

Lei de Resíduos SólidosAprovada em 2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) foi discutida por quase 20 anos no Congresso Nacional. Embora seja considerada por especialistas como uma boa lei, existe uma preocupação sobre sua efetividade, já que ela exige uma participação ampla da sociedade. A lei traz obrigações para ministros, governadores, prefeitos e também para empresários e consumidores.

A diretora do Departamento de Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Zilda Veloso, acredita que será necessária uma mudança cultural para alcançar os objetivos pretendidos pela legislação. “Nós estamos rompendo com uma cultura milenar de enterramento de resíduo no solo. Tratar o lixo era enterrá-lo. A lei diz: só o que pode ser enterrado é rejeito. Então, nós temos aí um ciclo para romper.”

A lei considera resíduo sólido o lixo que tem valor econômico e pode ser reciclado ou reaproveitado. Já o chamado rejeito é o lixo que não pode ser reciclado ou reutilizado.

Leia mais

noticia-mma

MMA lança edital para logística reversa de embalagens

Logística ReversaO Ministério do Meio Ambiente (MMA) publicou, no último dia 09 de julho, o edital para os profissionais que trabalham com embalagens apresentarem soluções para o sistema de reaproveitamento desses produtos. As propostas serão aceitas até 120 dias a partir da publicação oficial. O texto deverá propor a obrigatoriedade de destino adequado para resíduos sólidos, forma de reaproveitamento e uma disposição final sobre os rejeitos em aterro. O projeto também terá de definir como responsabilidade dos fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e consumidores a implantação destas diretrizes.

Leia mais

noticia-boulevard

Boulevard Londrina Shopping é inaugurado com consultoria da Master Ambiental

Diversidade de segmentos de lojas é destaque do empreendimento

consultoria da Master AmbientalInaugurado na última sexta-feira (3) com, aproximadamente, 45 mil m² de ambiente, o Boulevard Londrina Shopping faz parte do complexo Marco Zero, na região leste de Londrina, Paraná, e deve atrair consumidores de toda a região, como Arapongas, Rolândia, Cambé e Apucarana.

Administrado pelo grupo Sonae Sierra Brasil e situado entre as avenidas Theodoro Victorelli e Dez de Dezembro, a expectativa é que Shopping receba cerca de 600 mil visitas mensais e valorize a zona leste da cidade.

Leia mais

noticia-atacadistas

Atacadistas aderem a acordo setorial para gestão de resíduos sólidos

gestão de resíduos sólidosAntecipando-se a empresas de diversos outros segmentos, a Jotujé Distribuidora, do Ceará, foi a primeira a assinar o termo de adesão ao Acordo Setorial, construído com a colaboração da ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores), para atender às determinações do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS – Lei 12.305/10).

A empresa pertence ao atual presidente da ABAD e do Instituto ABAD, José do Egito Frota Lopes Filho. Até agora, pelo menos mais uma dúzia de empresas do segmento, de diversos estados, já aderiram, e o número segue crescendo.

A PNRS prevê a responsabilidade compartilhada entre governo, empresas e população pelo retorno dos produtos e/ou embalagens às indústrias após o consumo. Também prevê os Acordos Setoriais, que devem viabilizar o cumprimento da PNRS através da implantação de um sistema de logística reversa das embalagens pós-consumo.

“A elaboração e apresentação do Acordo Setorial é uma exigência da lei. A empresa que optar por não aderir ao acordo terá de desenvolver um projeto próprio, desde que apresente comprovação técnica da sua efetividade, para evitar sanções. Isso, certamente, vai tornar o processo mais difícil e oneroso”, afirma Edmilson Selarin Junior, gerente executivo do Instituto ABAD.

Leia mais

Foto Ibaiti Palestra

Promotor de Ibaiti alerta empresários sobre a Lei Nacional de Resíduos Sólidos

Foto Ibaiti PalestraA promotoria de Justiça da Comarca de Ibaiti, em parceria com o Município e com a Cooperativa de Coleta Seletiva de Ibaiti Ltda. (Coopersoli), promoveu uma reunião com dezenas de empresários da cidade para alertar sobre as responsabilidades estabelecidas pela Lei Nacional de Resíduos Sólidos, que determina o gerenciamento da destinação do lixo gerado pelas empresas comerciais. O evento aconteceu na última quinta-feira, dia 24, e foi motivado pelo lançamento do Projeto piloto de Coleta Seletiva, que contou com adesão de apenas duas empresas da cidade.

Leia mais

noticia-pneu

Maior aterro de pneus do mundo é visto do espaço

Maior aterro de pneus do mundo é visto do espaçoPara os que cuidam direitinho de um pneu, ele pode percorrer em média 32 mil km. Ao fim da vida útil os seus materiais podem ser reciclados ou reutilizados para uma variedade de fins. Mas, ainda existem muitos que vão parar em aterros. Um exemplo dessa realidade está na região de Sulaibiya no Kuwait, onde fica o aterro de pneus considerado o maior do mundo.

A extensão de borracha é tão grande (alcançando mais de sete milhões) que já pode ser vista do espaço, segundo o site Green Savers. A maioria dos pneus é proveniente dos Estados Unidos, mas outros países também pagam para se verem livres dos resíduos.

Desde 2003, este tipo de prática é ilegal na Europa. O continente chega a reciclar cerca de 480 mil toneladas de borracha por ano. Na Grã-Bretanha todos os pneus de carros e caminhões também devem ser recuperados, reciclados e reutilizados.

Leia mais

Muda tudo: geração e destinação de resíduos

Nova lei deixa claro que todos são responsáveis pela geração e destinação de resíduos

por Fernando de Barros

Após 21 anos tramitando no Congresso Nacional, foi aprovada e sancionada a nova Política Nacional de Resíduos Sólidos. Até então, a geração e destinação de resíduos gerados por pessoas e empresas eram relegadas a segundo plano – nos preocupávamos apenas com o consumo. Tudo era muito simples: gerávamos os resíduos, colocávamos lá fora para a prefeitura recolher e tudo era jogado em um lixão bem longe da cidade.

Leia mais

noticia-bitucas

Malditas bitucas!

Tocos de cigarro no chão: números mostram o tamanho do prejuízo ao meio ambiente

noticia-bitucasReconhecidamente um grave caso de saúde pública, por ser o motivo direto da morte de milhões de pessoas em todo o mundo, o hábito de fumar provoca, também, um efeito colateral extremamente danoso ao meio ambiente. O descarte inadequado de bitucas em praças, ruas e calçadas polui córregos, lagos e rios com os milhares de sustâncias tóxicas contidas nos cigarros.

Os números revelam o tamanho do problema. O planeta tem 1,6 bilhão de fumantes, segundo a Organização Mundial de Saúde. Cada fumante dispensa 7,7 bitucas por dia, revela levantamento da Ação Contra o Tabagismo. Cada bituca pesa 0,4 grama. São, portanto, em todo o planeta, 4,9 mil toneladas de tocos de cigarro dispensadas diariamente – 1,8 milhão de toneladas/ano.

Leia mais

Restos de agrotóxicos

Devemos tomar os cuidados necessários na hora de abastecer e na hora de lavar os equipamentos com restos de agrotóxicos

por Fernando de Barros

Dentro da atividade agropecuária, os donos e funcionários das fazendas lidam diretamente com equipamentos que contêm agrotóxicos. É o caso dos pulverizadores, sejam eles os costais individuais ou os grandes aplicadores. O que ainda se observa, na maioria das propriedades rurais, é a utilização desses equipamentos sem os cuidados ambientais necessários – não só na hora de abastecer como na hora de lavá-los.

Leia mais

E o lixo virou adubo

No Paraná, resíduos já estão virando adubo para fertilizar canteiros e jardins

por Fernando de Barros

Quando se fala que os resíduos orgânicos de uma cidade devem ser segregados nas residências para depois serem encaminhados para a compostagem para virar adubo, muitos não acreditam que isto seja possível. Para a maioria da população, compostagem é igual a disco voador: todo mundo acha que existe, mas nunca ninguém viu.

Leia mais