Boas práticas que fazem a diferença em rodovias brasileiras

Para DNIT, merecem destaque monitoramento da fauna, educação ambiental e comunicação social

Boas práticas que fazem a diferença em rodovias brasileirasEmbora fundamentais para o desenvolvimento econômico do país, as rodovias implicam em impactos ambientais negativos. Por isso, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) organizou a Coleção Estrada Verde. A publicação engloba três temas gerais: Monitoramento de Fauna, Educação Ambiental e Comunicação Social.

Analisando o meio biótico, por exemplo, destacam-se os altos índices de atropelamentos de fauna e a fragmentação de habitats naturais. Daí vem a importância de realizar monitoramento da fauna.

Já quanto ao meio socioeconômico, ocorrem desde desapropriações – impacto severo – a problemas rotineiros como atrasos no trajeto e desorientação. Isso faz com que se deva adotar um plano de comunicação social.

Ainda percorrem as estradas brasileiras muitos motoristas que jogam resíduos na rodovia ou até provocam incêndios ao dispensar a bituca de cigarro acesa. Obviamente, carecem (e muito) de educação ambiental.

A boa gestão ambiental em rodovias preconiza que esses programas devem efetivamente ser praticados, durante as obras e na operação da rodovia. E essas medidas são vantajosas para as próprias concessionárias.

Monitoramento de Fauna

No quesito fauna, a publicação do DNIT baseia como medida padrão a instalação de passagens de fauna, ou seja, estruturas de deslocamento transversal para utilização pelos animais, para prevenir o atropelamento e morte. Devem ser instaladas cercas e pontes, além de meios redutores de velocidade e sinalização. Também é essencial a articulação com as iniciativas de educação ambiental e, claro, muita fiscalização.

Medidas de proteção à fauna silvestre como essas são relativamente recentes no Brasil. Os projetos em fase de implantação sob responsabilidade do DNIT, que somam um total de 174 rodovias federais, têm que obedecer a essas diretrizes.

Educação Ambiental

Para garantir a concretização efetiva de qualquer medida de controle ambiental, é necessário tornar o assunto conhecido pelos usuários e comunidades próximas às rodovias, sensibilizando para tomada de atitudes conscientes com relação ao meio ambiente. Distribuir materiais de divulgação, realizar campanhas ambientais em veículos de comunicação, promover palestras e outras atividades educativas, são formas de realizar educação ambiental, pelo menos que envolvam a população impactada pela obra.

Comunicação Social

A Comunicação Social para rodovias deve não só manter um canal de diálogo com os usuários, como também com as comunidades do entorno, a fim de evidenciar a transparência com que a concessionária trata as atividades que geram impactos.
Saiba mais sobre a consultoria da Master Ambiental, clique aqui.

Comentários