RIO Galeão inicia projeto de recuperação da bacia do Rio das Flores com a Master Ambiental

Plantio simbólico realizado hoje marca o lançamento do projeto

noticia-rio-das-flores-siteApós a grave crise hídrica no sudeste do Brasil ao longo de 2015, o projeto Água do Rio das Flores busca preservar e recuperar nascentes e matas ciliares na bacia do rio das Flores. Este rio é o principal manancial de abastecimento público do município de Valença (RJ), responsável pelo atendimento de aproximadamente 50 mil habitantes. Leia mais

Como construir pontes com menos impacto ambiental?

Confira as dicas da Master Ambiental

CHARGE-DA-PONTEA experiência de campo da equipe da Master Ambiental em serviços de supervisão e monitoramento de sistemas de gestão ambiental em rodovias trouxe aprendizados importantes sobre como mitigar impactos ambientais ao realizar obras em pontes.

Devido à própria característica de uma obra de ponte, localizada em área sensível ambientalmente, é preciso cuidado redobrado. E as dificuldades da gestão ambiental em rodovias não são poucas, tendo em vista que são trechos longos a controlar. Leia mais

Tecnologia de US$16 é capaz de purificar água para uma família por um ano

noticia-filtro-de-aguaA falta de água potável é um problema sério em todo o mundo. Apesar de estimativa oficial da ONU garantir que 750 milhões de pessoas vivem sem acesso à água, cientistas holandeses refizeram a conta e chegaram a conclusão de que pelo menos quatro BILHÕES de pessoas sofrem com a falta do recurso – pelo menos uma vez por ano.

O professor de química Thalappil Pradeep, do Instituto Indiano de Tecnologia, passou 14 anos de sua vida trabalhando em um mecanismo que pudesse ajudar a combater o problema. Trata-se de um sistema de purificação de água baseado em tecnologia de nanopartículas. A ideia é tornar acessível e potável a água dos lençóis freáticos indianos, que são contaminados com arsênio, substância cancerígena também ligada a diabetes e doenças cardiovasculares. Leia mais

O plano é que a ação ocorra a cada seis meses, aumentando o número de inscritos e consequentemente de mudas plantadas. | Foto: iStock by Getty Images

Em São Paulo campanha recompensa economia de água com plantio de árvores

O plano é que a ação ocorra a cada seis meses, aumentando o número de inscritos e consequentemente de mudas plantadas. | Foto: iStock by Getty ImagesSegundo a Organização das Nações Unidas (ONU), quase metade da população mundial pode enfrentar escassez de água em 2030, quando a demanda do recurso poderá superar a oferta em 40%. O alarde dos reservatórios de São Paulo é uma demonstração de que a situação precisa ser tratada com seriedade e urgência por entidades públicas, empresas e pela população em geral. É nesse sentido que foi criada a campanha “Disputa de Casas São Paulo – lavando hábitos por uma consciência mais limpa”. Leia mais

noticia-agua-sao-paulo

A crise hídrica veio para ficar

A crise hídrica veio para ficarSó vê quem não quer. A falta de água de qualidade para abastecimento é o maior temor mundial para os próximos dez anos, relatou o Fórum Econômico Mundial, segundo divulgação da Revista Exame.

Enquanto os economistas e líderes mundiais debatem na Suíça, aqui nos trópicos houve quem comparasse a crise hídrica em São Paulo ao Ensaio sobre a Cegueira, romance de José Saramago adaptado para o cinema.

Leia mais

noticia-sao-paulo-e-california

O que a Califórnia tem para ensinar sobre o uso consciente de água?

A cidade de Sacramento, capital do rico estado norte americano, também sofreu com escassez, mas tomou medidas para incentivar a redução do consumo de água

uso consciente de água
Engana-se quem pensa que o pioneirismo e referência do maior e mais rico estado dos Estados Unidos se restrinja ao cinema ou ao segmento agrário. A Califórnia também tem revelado pulso firme diante da rígida seca enfrentada não apenas por ela, como por muitos vizinhos norte-americanos.

Leia mais

noticia-represa-jaguari-2010

Gravidade de crise hídrica em SP é apresentada por imagens de satélite

crise hídrica em são pauloDo alto, a partir de imagens de satélite do sistema Landsat 7, da Nasa é possível ver com clareza que a represa de Jaguari, uma das principais do Sistema Cantareira, encolheu.

Leia mais

noticia-greenpeace-5-1

O pior da crise da água ainda está por vir, indica expedição

Greenpeace sai em expedição para registrar de perto – e do alto, com drones – a real situação dos principais mananciais do Sudeste. Confira.

O pior da crise da água ainda está por virPisar no chão “craquelado” de uma represa totalmente seca dá uma sensação pouco animadora. Na verdade, quando nos damos conta de que estamos não em um set de produção de filmes apocalípticos, estilo “Mad Max”, e sim no meio de um enorme manancial que há pouco tempo abastecia milhões de pessoas com água, chega a bater um desespero. Estamos na represa Serra Azul, Minas Gerais, um dos principais componentes do Sistema Paraopeba, que garante – ou garantia – água para parte da Grande Belo Horizonte, ou 5,7 milhões de seus habitantes. Detalhe: em toda a bacia hidrográfica do Paraopeba, resta menos de 12% da floresta nativa. “Sem vegetação em suas margens, os reservatórios têm muito mais dificuldade de armazenar água pois sofrem com a erosão, poluição e assoreamento”, afirma Cristiane Mazzetti, da Campanha de Florestas do Greenpeace. “Passou da hora dos nossos governantes entenderem que, sem floresta, não tem água”.

Leia mais

noticia-lei-que-multa-quem-lavar-calcada

Quem lavar a calçada com água da Sabesp será multado

Quem lavar a calçada com água da Sabesp será multadoVisando combater o desperdício de água potável, a cidade de São Paulo sancionou no sábado, 18 e abril, a lei que estabelece multa para quem lavar a calçada com água fornecida pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A multa pode chegar até R$ 500, segundo a nova legislação sancionada pelo prefeito Fernando Haddad e publicada no Diário Oficial.

Leia mais

noticia-sistema-cantareira

Vai faltar água e a culpa é da natureza?

Vai faltar água e a culpa é da natureza?Mais uma vez a culpa da falta de planejamento e gestão ambiental é transferida para a natureza. É o que afirmam os gestores públicos pelo atual racionamento no abastecimento de água pelo Sistema Cantareira, principal manancial de abastecimento da Grande São Paulo, a beira de um colapso.

As condições climáticas fizeram os reservatórios de Jaguari e Jacareí atingir, pela primeira vez na história, nível abaixo dos 10% de sua capacidade. Em virtude dos volumes insuficientes nas represas, a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE) instituíram o Grupo Técnico de Assessoramento para gestão do Sistema Cantareira (GTAG-Cantareira), cuja finalidade é proporcionar uma administração diferenciada do armazenamento do Sistema.

Leia mais