Entenda a importância da norma ABNT NBR ISO IEC 17025:2005 para acreditação laboratorial

ISO IEC 17025:2005A norma ABNT NBR ISO IEC 17025:2005 segue padrão internacional para comprovação de que um laboratório executa suas atividades com precisão, para garantir que o resultado final das análises seja de qualidade.
Para receber a acreditação pelo INMETRO segundo a norma, o laboratório passa por várias auditorias. Técnicos especializados visitam a instituição para atestar, por meio da verificação de documentos e vistorias, se o laboratório está apto a realizar testes e ensaios com exatidão.
Vários procedimentos rígidos devem ser seguidos pela empresa, o que demanda investimento. Por exemplo, os custos para calibração exata de um equipamento pode exceder o próprio valor da peça.

Quando um laboratório não está acreditado, é alta a possibilidade de que o resultado das análises esteja errado, pois não há meios de comprovar se os equipamentos estão calibrados corretamente ou se existem padrões de qualidade na realização dos testes.
Os critérios da norma guiam o acompanhamento dos serviços oferecidos e a determinam a capacidade de medição do laboratório. Possuir a acreditação também significa atender preceitos de sistema de qualidade da norma ISO 9001.
Por que contratar um laboratório acreditado pelo Inmetro?
Quem contrata um serviço de laboratório, espera utilizar os resultados dos ensaios para saber, por exemplo, se existe contaminação no local, seja no solo ou na água. Para solucionar o problema, é preciso determinar qual a causa da contaminação. Obviamente, o resultado precisa ser muito próximo à realidade. É isso que a certificação do INMETRO busca garantir, de forma a eliminar dúvidas. Ao trabalhar com laboratórios certificados, o cliente tem a garantia do respeito a padrões ambientais e de segurança.
No entanto, como tantas outras certificações ou medidas que promovem a confiança do cliente, a aderência à acreditação segundo a norma ABNT ISO 17025:2005 ainda é baixa. Ao contrário do que se espera, há dificuldades para os laboratórios seguirem as normas rígidas devido a necessidade de alto investimento.
Em São Paulo, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente editou Resoluções SMA 37/2009, atualizada pela resolução SMA 90/2012. Ambas seguem os padrões da ABNT 17025:2005, que seguem o princípio de determinar a confiabilidade do resultado por meio da rastreabilidade do processo.
Um ponto fundamental complementado pela SMA 90/2012 é a execução da coleta e amostragem de resíduos para análise apenas por laboratórios certificados. Ou seja, além de análise, a coleta das amostras também deve ser realizada em laboratório certificado. A resolução proíbe que a amostra seja coletada pelo cliente e entregue no laboratório, prática muito comum.

Saiba mais sobre a consultoria da Master Ambiental, clique aqui.

Comentários